1930s

Nota do editor

Revolta Constitucionalista de 1932

A Revolução Brasileira de 1930 marca o fim da Primeira República brasileira ao impedir a posse do presidente eleito Júlio Prestes e a instalação de Getúlio Vargas como presidente do Brasil. Em 1932, os paulistas lideram um levante armado contra o governo provisório de Vargas, exigindo uma nova constituição para reformar o sistema político, expandir os direitos sociais e implementar uma democracia funcional. No dia 9 de julho, estoura a Revolução Constitucionalista, transformando São Paulo em um campo de batalha. O país tem novas eleições em 1933 e elabora uma nova constituição no ano seguinte. Durante o conflito, membros da colônia norte-americana de São Paulo apoiam o movimento e ajudam os feridos com doações, além de organizarem uma comissão que colabora em diversas ações da Cruz Vermelha.

A Política de Boa Vizinhança

A Política de Boa Vizinhança é lançada durante a Conferência Pan-Americana em Montevidéu, Uruguai, em 1933, sob a administração de Franklin D. Roosevelt. A política, que visa fortalecer os laços políticos, culturais e econômicos entre os EUA e os países latino-americanos, durará até 1945.